Se encuentra usted aquí

Sesi-RS cria Centro de Referência em Segurança e Saúde no Trabalho

 
Dados da Organização Internacional do Trabalho (OIT) estimam que cerca de US$ 2,8 trilhões são perdidos anualmente por conta de acidentes de trabalho e doenças profissionais. Atento a esse cenário e à tendência mundial de promover a cooperação entre a universidade e a indústria, o Serviço Social da Indústria (Sesi-RS) estruturou o Centro de Referência Sesi em Segurança e Saúde no Trabalho. "A intenção é ir além da prestação de serviço, investindo em inovação e produção de conhecimento, com o objetivo de assegurar que o portfólio atenda cada vez mais e melhor as demandas das indústrias", relata o diretor-superintendente do Sesi-RS, Juliano Colombo. O projeto é pautado em duas diretrizes principais: pesquisa aplicada à indústria e disseminação de conhecimento, com o intuito de ampliar a oferta de serviços voltados para a promoção de um ambiente de trabalho seguro e saudável.
 
A ideia é desenvolver estudos voltados para solucionar demandas em SST das indústrias gaúchas, por meio da articulação com universidades, instituições de ensino e pesquisa nacionais e internacionais, para que, de forma conjunta, se consiga resultados mais eficazes no combate ao problema que afeta diretamente a competitividade industrial. “A aproximação com as universidades fortalece a interação de diferentes expertises de forma complementar, o que contribui para a elaboração de produtos e serviços que contemplem as necessidades da indústria, identificadas por meio de pesquisas estruturadas e com metodologias validadas”, complementa a diretora de operações do Sesi-RS, Elaine Kerber.
 
Outro objetivo é promover cursos e atualizações para os representantes de trabalhadores e empregadores, bem como para os profissionais que atuam na área. O Centro também pretende possibilitar novos negócios, aumentar o número de publicações científicas com resultados práticos e assim também elevar a visibilidade do Sesi-RS como referência nessa área. Até o momento, foram firmados termos de cooperação com algumas das principais universidades do Rio Grande do Sul: Universidade do Vale do Rio do Sinos (Unisinos), aceito com a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs) e,  em andamento, com a Pontifícia Universidade Católica do RS (PUCRS).
 
Ações
Em relação ao pilar da disseminação de conhecimento, a primeira ação do Sesi-RS será marcada pelo workshop ministrado pelo pesquisador do Instituto de Gestão e Economia na Universidade japonesa de Kanto Gakuin, professor Osamu Tsukada. Ele é especialista no Lean System e na disseminação global do modelo Toyota de trabalho. Atua desde 2013 em um projeto de pesquisa na indústria brasileira. “Meu objetivo atual é formar uma ponte entre a indústria japonesa e o Brasil”, explica Tsukada. O evento ocorre na FIERGS, nos dias 22, 23 e 24 de março e na sede do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico e Eletrônico de São Leopoldo (Sindimetal-RS), na noite do dia 22 de março. O projeto do Centro também será apresentado no Fórum de Interdisciplinaridade, da PUCRS, no dia 22 de março, na sede da instituição de ensino.
 
O Centro de Referência do Sesi-RS ainda se articulará com o Instituto de Inovação em Gestão de Fatores Psicossociais, uma iniciativa do Sesi Nacional, que será instalado no Rio Grande do Sul, focado em questões psicossociais que afetam cada vez mais trabalhadores no Brasil. O instituto tem o desafio de desenvolver metodologias, técnicas e ferramentas inovadoras para a gestão de riscos nesta área. “O acompanhamento de tais fatores possibilita que as empresas promovam ações preventivas, que influenciem diretamente na melhoria do processo produtivo. Um projeto completo do Sesi-RS em busca de maior competitividade para a indústria gaúcha”, conclui Colombo.