AV. ASSIS BRASIL, 8787, SARANDI, PORTO ALEGRE-RS | CENTRAL DE ATENDIMENTO 0800 51 8555 

Você está aqui

ICEI-RS

Passadas as eleições, o Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI-RS) de novembro, divulgado nesta quinta-feira (22) pela Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), registrou o crescimento mais elevado da série histórica: 10,6 pontos sobre outubro, 2,5 vezes superior à alta recorde anterior de junho de 2016, que havia alcançado 4,2 pontos. Com isso, atingiu 65,5, o maior patamar desde abril de 2010.

O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI/RS) voltou a subir em outubro após a queda de 0,8 registrada em setembro. Ao crescer um ponto e se fixar acima dos 50 – chegou a 54,9 –, o índice revela otimismo, mas ainda abaixo do nível anterior ao da greve dos caminhoneiros, em maio, quando esteve em 56,6 pontos. Os empresários entrevistados no levantamento, porém, indicam que as condições pioraram nos últimos seis meses, principalmente as da economia brasileira (42,8 pontos).

Após subir quatro pontos em agosto, atingindo 54,7, o Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI-RS) divulgado pela Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), nesta segunda-feira (24), recuou 0,8 ponto em setembro, chegando a 53,9. Mesmo assim, o resultado acima dos 50 significa que o industrial gaúcho continua otimista.

O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI-RS) de agosto, divulgado nesta segunda-feira (20) pela Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), detecta melhora no otimismo do setor no Estado. O ICEI-RS avançou quatro pontos em relação ao mês passado, atingindo 54,7. O resultado é ainda insuficiente, porém, para repor as perdas recentes, pois mantém o índice abaixo do patamar de maio, que foi de 56,6 pontos.

Com uma pequena alta de 0,3 ponto em relação a junho, mês que foi seriamente impactado por causa da greve dos caminhoneiros e atingiu o nível mais baixo em dois anos, o Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI-RS) alcançou 50,7 pontos em julho. De acordo com o levantamento da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), divulgado nesta quinta-feira (19), o resultado mostra que o segundo semestre começa com uma confiança muito baixa entre os industriais gaúchos. A pesquisa varia de zero a 100, revelando otimismo a partir de 50.

O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI-RS) de fevereiro, divulgado nesta quinta-feira (22) pela Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), revela otimismo disseminado entre os industriais gaúchos. O ICEI-RS avançou 0,6 ponto, alcançando 61,6, a oitava alta consecutiva, o que representa a maior série desde janeiro de 2010 e o mais alto nível desde junho do mesmo ano.

O ano de 2018 começa com expectativa positiva na indústria gaúcha. O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI-RS), divulgado nesta quinta-feira (25) pela Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), segue em alta em janeiro. Aumentou 0,9 ponto em relação a dezembro, alcançando 61 pontos, a sétima expansão consecutiva e o maior nível desde junho de 2010. “O resultado reforça as projeções de continuidade de recuperação na atividade nos próximos meses.

A indústria gaúcha termina o ano de 2017 otimista.  É o que revela o Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI/RS), divulgado nesta sexta-feira (22) pela Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS). Em dezembro, o ICEI-RS cresceu pela sexta vez consecutiva, alcançando 60,1 pontos, o melhor resultado para o mês desde 2010. “A percepção entre os empresários gaúchos de melhorias na economia e na agenda de reformas estruturais do País se reflete na maior confiança neste final de ano”, explica o presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry.

O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI-RS), divulgado pela Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS) nesta terça-feira (24), registra um pequeno aumento em outubro, na comparação com setembro, em função da melhora na percepção dos empresários gaúchos sobre o momento atual. Ficou em 57,1 pontos, 0,4 acima do mês anterior.

O abrandamento do ambiente político e o cenário econômico marcado por recuperação da atividade, com inflação e juros declinantes e expansões no emprego e nas exportações, contribuíram para que o Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI-RS) crescesse em setembro, na comparação com agosto. Ao acumular uma alta de 2,5 pontos no mês e atingir 56,7, a pesquisa divulgada pela Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS) manteve a trajetória ascendente pelo terceiro mês consecutivo, período em que subiu quatro pontos.