AV. ASSIS BRASIL, 8787, SARANDI, PORTO ALEGRE-RS | CENTRAL DE ATENDIMENTO 0800 51 8555 

Você está aqui

reunião

A Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS) realizou nesta segunda-feira (21), em sua sede, uma reunião com a Bancada Federal Gaúcha. A entidade apresentou uma pauta mínima com os temas que impactam na competitividade do setor produtivo. "Nosso propósito é colaborar, através do diálogo franco e aberto, posicionando abertamente os interesses do setor industrial no desenvolvimento sustentado do País", afirmou o presidente da FIERGS, Heitor José Müller, ao abrir o encontro, que contou com 13 parlamentares.

A necessidade de o governo do Estado, por meio da Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam), ser mais ágil na análise de projetos e liberação de licenças que envolvam a indústria florestal foi destacada pelo presidente da FIERGS, Heitor José Müller: "Há dois anos não se planta um árvore no Rio Grande do Sul, precisamos pensar em alternativas urgentemente", disse ele, que participou, nesta quinta-feira da reunião do Comitê da Indústria de Base Florestal e Moveleira da FIERGS.

Economista Eduardo Giannetti disse na FIERGS que o ritmo atual da demanda é insustentável

O economista e cientista social Eduardo Giannetti afirmou na FIERGS que o país precisa apostar fortemente em capital fixo (educação, qualificação, infra-estrutura e bens de capital) se quiser alcançar um crescimento sustentado. "O que houve até agora foi uma recuperação do crescimento, ou seja, estamos apenas preenchendoa ociosidade dos setores produtivos.