Você está aqui

Estamos sempre mudando, e a popularização da internet e das mídias digitais acelerou ainda mais as transformações do mundo. Para acompanhar o desenvolvimento do aluno do século XXI, a escola precisa ter a sua estratégia básica bem definida e aplicada no currículo. Mas, você já parou para pensar sobre o currículo da Educação Básica e quais elementos são fundamentais para um ensino adequado ao novo milênio?

O que é o currículo?

Currículo pode ser um conjunto de estudos ou de uma disciplina, acompanhado de objetivos, conteúdos, metodologias, materiais e avaliação — tudo aquilo que é necessário para colocá-lo em prática. No caso da Educação Básica, o currículo também deve refletir os valores e conceitos do atual momento da sociedade e envolver o ecossistema completo da escola.

Em países como o Brasil, um dos grandes desafios é garantir a equidade com diversidade e a unidade sem padrões, respeitando as normas gerais e as diferenças regionais. Além disso, o currículo deve ser pautado nas aprendizagens dos alunos e no desenvolvimento de habilidades e competências, independentemente de localização ou classe social. Por isso, é importante entender a realidade e a necessidade de cada município.

Como são elaborados os currículos?

O currículo da rede pública é iniciado nas leis aprovadas no Congresso Nacional, que transitam pelo Conselho Nacional de Educação e pelo Ministério da Educação, atendendo à Base Nacional Comum Curricular. Esse processo só é detalhado e concluído dentro das escolas estaduais ou municipais.

É no seu Projeto Político Pedagógico que cada instituição tratará as competências a serem desenvolvidas e os conteúdos curriculares para os diferentes anos, etapas ou modalidades da Educação Básica. No caso das escolas particulares, as orientações nacionais são observadas e, a partir delas e das concepções da mantenedora, são elaboradas as propostas didático-pedagógicas. Quando há uma rede, cada escola reflete o currículo geral, mesmo que as instituições não estejam situadas no mesmo município ou estado.

Como deve ser o currículo do Século XXI?

Uma proposta curricular contém princípios que caracterizam o que e como ensinar. É preciso educar de forma contextualizada e interdisciplinar. Pensando nos desafios do nosso tempo, alguns pontos são fundamentais para a formação do aluno:

  • diálogo;
  • responsabilidade social;
  • sustentabilidade;
  • trabalho coletivo;
  • uso de tecnologias;
  • emprego de metodologias ativas.

Esses elementos são a base de uma metodologia capaz de desenvolver cidadãos críticos, criativos, solidários, que aprendem a fazer, a ser e a conviver, no presente e para a vida toda. É assim que formamos pessoas protagonistas e empreendedoras, capazes de criticar, argumentar, ouvir e participar ativamente da transformação da sociedade.

 

Curtiu e quer saber mais sobre esse tema? Clique aqui e ouça o episódio 15 do nosso podcast Conexão SESI.

quarta-feira, 10 de Março de 2021 - 15h15

Deixe um Comentário

10 + 2 =