Menssagem de erro

  • O arquivo não pôde ser criado.
  • O arquivo não pôde ser criado.

Você está aqui

Se a chegada do século XXI trouxe novos cenários econômicos, sociais e profissionais, a pandemia da COVID-19, por sua vez, intensificou os desafios de alinhar trabalho, saúde e segurança. Estar atento a diretrizes e procedimentos que regem o ambiente laboral, assim como saber agir em momentos de emergência, contribui para o comprometimento individual e coletivo, além de tornar mais prazerosa a relação com o trabalho.

 

Condicionantes da relação trabalho e realização pessoal

Os novos modelos de trabalho abriram espaço para a conjugação de conceitos como família, trabalho e prazer. A busca por fazer da profissão uma trajetória emocionalmente bem construída é cada vez mais comum.  As próprias empresas reconhecem a importância de terem colaboradores que executam suas tarefas de forma prazerosa porque encontram sentido e equilíbrio em seu trabalho.

Esses trabalhadores gerenciam melhor sentimentos e emoções, agindo com assertividade e conhecimento diante de determinados eventos. Por essa razão, a compreensão de aspectos como saúde e segurança é fundamental para que o trabalho não se torne um impeditivo nessa busca pelo desenvolvimento pessoal.

A falta de noções básicas de segurança e gestão da saúde, bem como o não cumprimento dos direcionamentos impostos pelas empresas, acarreta em assimetrias de atitudes que podem ocasionar danos irreparáveis tanto à vida do trabalhador quanto à instituição, como acidentes de trabalho ou situações de emergência. De acordo com dados das Nações Unidas, em 2021, no Brasil, foram registrados 571,8 mil acidentes de trabalho. Os motivos que condicionam esses incidentes estão relacionados, entre outros aspectos, a problemas de saúde mental e segurança do trabalhador.

 

Saúde e segurança no trabalho:

Não é de hoje que o cuidado com a mente vem tomando espaço de discussão em diferentes segmentos da sociedade. Já é sabido que os fatores psicossociais interferem claramente no desenvolvimento integral do indivíduo.  No trabalho, por exemplo, a Organização Mundial da Saúde sugere que os problemas de saúde mental acometem cerca de 30% dos trabalhadores mundiais.

No artigo Saúde Mental na prevenção de acidentes de trabalho, do SESI/RS, você encontra um olhar detalhado sobre a importância da saúde mental para a promoção do bem-estar do indivíduo.

Já os aspectos relacionados à segurança, ou melhor, à falta dela, também são responsáveis por vitimar trabalhadores no ambiente laboral. O gerenciamento incorreto de equipamentos de proteção, assim como atitudes de imprudência em tarefas insalubres, periculosas ou que exigem atenção diferenciada são responsáveis por mais de 90% das estatísticas de acidentes de trabalho no Brasil.

Muitas vezes, essa imprudência é ocasionada pela falta de conhecimento do trabalhador quanto às atitudes corretas que envolvem a execução do seu trabalho. Além disso, a falta de compreensão sobre procedimentos de emergência, oriunda tanto de um acidente de trabalho quanto de um problema de saúde, pode ampliar o dano à vida do trabalhador, além de revelar que o aprendizado sobre segurança e saúde não se vincula apenas ao departamento especializado, mas, sim, a todos os colaboradores.

 

Aposta na prevenção e no conhecimento:

Apostar na prevenção como mecanismo de ação é a melhor estratégia para evitar acidentes de trabalho, uma importância que é reconhecida pelas empresas. De acordo com a HealthNEXT, seguradora americana, investir em saúde e segurança aumenta a competitividade. Por isso, é cada vez maior a procura por cursos que qualifiquem o trabalhador quanto ao uso correto de EPIs e à aplicação de estratégias de saúde e segurança.

Saber agir em momentos de tensão, operar corretamente uma ferramenta ou um instrumento de proteção e promover ações que melhorem tanto a sua saúde e segurança quanto a de seus colegas com certeza são diferenciais não somente para o vínculo pessoal com o trabalho como também para o crescimento profissional.

Além disso, conhecer as técnicas de atuação em situação de emergência pode ser um diferencial para além do ambiente de trabalho. Os procedimentos de emergência minimizam sequelas, mantêm a situação controlada e podem ser a diferença entre a vida e a morte. Como você se sente em relação ao uso dessas técnicas e procedimentos?

O SESI/RS atua há 76 anos no desenvolvimento de ações que promovem a melhoria da saúde e da segurança do trabalhador da indústria. Nesse sentido, disponibilizamos os cursos Atendimento a emergências no ambiente de trabalho; Gerenciamento de EPIs; Saúde e segurança do trabalho: passo a passo para que você fique cada vez mais preparado diante das diferentes situações que o ambiente laboral impõe.

quarta-feira, 13 de Julho de 2022 - 16h16

Deixe um Comentário

6 + 14 =

Precisando de ajuda?

Por onde prefere falar conosco?

Whats

Chat