Você está aqui

Seja de forma presencial ou à distância, a interação com o outro ou com um grupo está presente na rotina de todos nós e é natural para o ser humano. Começar o ano repensando a forma como nos relacionamos e interagimos com os outros pode ser um bom caminho para incluir esse tema nas metas do ciclo que inicia.   

Entender que todo relacionamento interpessoal é complexo é o primeiro passo, pois as pessoas pensam, agem, se comportam de maneira diferente e se relacionam de acordo com sua personalidade e experiências de vida. 

Entre as interações que as pessoas possuem umas com as outras, as de trabalho têm um aspecto particular pois é necessário conviver com colegas durante uma boa parte do tempo do dia, e lidar diariamente com as diferenças de opinião, de visão, de cultura, de comportamento e de formação. 

Nesse caso, a convivência diária pode proporcionar experiências agradáveis e construtivas, mas também pode gerar desconforto, desmotivação, frustração e estresse.   

QUAL PAPEL DA LIDERANÇA PARA PROMOVER RELAÇÕES SAUDÁVEIS? 

Em um cenário de pandemia e diferentes níveis de adaptações tanto em nível pessoal quanto profissional, conviver com as diferenças exige mais ainda habilidades relacionadas à inteligência emocional. Ou seja, temos aí a relação direta com a saúde mental.  

Exercer e influenciar bons relacionamentos no ambiente de trabalho é fundamental para um clima de trabalho positivo e saudável e gera inúmeros benefícios para todos, proporcionando maior autoconhecimento, respeito e satisfação. Nesse sentido, o papel do líder é fundamental.  

A liderança como fator de proteção, também conhecida como liderança positiva, tem como objetivo buscar uma relação mais humanizada, levando em conta fatores psicológicos e sociais. Este tipo de liderança está intimamente relacionado ao desenvolvimento de competências comportamentais, as chamadas soft skills. 
 
DICAS PARA DESENVOLVER UMA LIDERANÇA POSITIVA 

  • Escuta ativa 
    Quando o líder ouve seus trabalhadores e superiores, analisa e processa as informações, ele está mais próximo de ser um orientador e um conciliador dos conflitos, favorecendo um clima organizacional positivo dentro da empresa. 
     
  • Empatia 
    Saber se colocar no lugar do outro, sentindo as dores e anseios dele, faz toda a diferença no relacionamento interpessoal de um líder. Quando ele se dispõe a estar no lugar do seu colaborador por exemplo, passa a ter uma visão muito mais humana de tudo o que acontece ao seu redor, inclusive sob o ponto de vista do trabalhador. 
     
  • Feedback 
    Uma liderança como fator de proteção é capaz de tratar os problemas de maneira aberta e clara, tanto em reuniões coletivas quanto em feedbacks construtivos individuais. Também faz questão de elogiar o trabalho entregue e o comprometimento da equipe. 

 
SAÚDE MENTAL E O MOVIMENTO JANEIRO BRANCO 

Neste mês, o movimento Janeiro Branco do SESI/RS nos lembra da relevância de se cuidar da saúde mental e traz uma série de conteúdos e novidades sobre o tema.   

Além disso, a Gerência de Saúde Mental conta com uma equipe de especialistas na área. Com um portfólio diversificado, possui serviços como terapia online, terapia in company, cursos, palestras, workshops e consultorias. Clique aqui e saiba mais. 

 

quinta-feira, 13 de Janeiro de 2022 - 13h13

Deixe um Comentário

4 + 1 =

Precisando de ajuda?

Por onde prefere falar conosco?

Whats

Chat