Menssagem de erro

  • O arquivo não pôde ser criado.
  • O arquivo não pôde ser criado.

Você está aqui

Estou chegando na escola e tenho um estranhamento, um desconforto neste lugar que até ontem eu conhecia, até ontem eu sabia todos seus caminhos e atalhos, por onde eu transitava muito bem em dias ensolarados, com neblina, frio e até com chuva.

Eu preciso me movimentar, buscar um Norte, e para começar a entender este novo tempo, relacionando as áreas de conhecimento da escola, contextualizando a aprendizagem para que seja ativa, crítica e autônoma, lanço mão de bússola, mapas, livros e conversas. 

Na velocidade que consigo percorrer este caminho, individual e coletivamente, mais rápido ou não, um mundo vou des-cobrindo. Todos fazem e deixam pistas sobre como suas estratégias e seus métodos conferem mais sentido para seguir por este, nem tão novo espaço do ensino e da aprendizagem, e ainda, como podem ter impacto mais significativo para sua vida. Alguns utilizam ferramentas e recursos parecidos com os que eu conhecia até então, e aos poucos inserem novas tecnologias (educacionais) criativas e inovadoras.  

Sigo construindo meu portfólio de experiências, por alguns caminhos mais abertos e outros mais fechados, e igualmente preciso avaliar, acompanhar o que estou aprendendo, o que estou ensinando, o que estou compartilhando, quais habilidades e competências estou desenvolvendo, de que forma estou conseguindo planejar e mediar as estratégias para que as aprendizagens tenham conexão com a realidade e que possam organizar neste mundo complexo, percursos possíveis de trilhar. 

Neste constante processo de aprendizado, continuo curioso, persistente e fazendo uso de estratégias diversificadas que contemplam as formas de aprender de todos, que dialogam com os momentos e estágios de desenvolvimento de cada um, que consideram os conhecimentos e as potencialidades das pessoas. E conectado com a realidade do mundo do trabalho, em permanente transformação, incluo ações para avançar nas relações em grupo e desenvolver a solução de problemas, a adaptabilidade, a cooperação e a liderança.  

Comprometido em seguir por este caminho, vou registrar no meu portfólio os aprendizados e escolho consolidar em uma imagem, e simbolicamente penso na Esfera de Hoberman, pois vejo a constante interação de saberes, construindo projetos, desafios e soluções com o protagonismo dos estudantes, somados a escola, a família e a comunidade que estão muito próximos, utilizando tecnologias apropriadas e tecendo relações de respeito, diálogo e transparência para acompanhar e avaliar.  

Já me sinto um pouco melhor nesta escola, um pouco mais conhecedor dos seus novos caminhos. Estou diferente, motivado, feliz e comprometido com minhas descobertas. Tenho menos dúvidas e mais aprendizados reais possíveis de serem colocados em prática e que podem transformar, que podem fazer a diferença. Estou com o olhar atento, não quero pessoas invisíveis. Com os feedbacks, percebi que avancei, formulei novas perguntas e agora preciso seguir, navegar por novos mares, me desafiando e aprendendo mais. 

O dia vai terminando e logo retornarei para casa. Amanhã seguirei esta nova etapa, sendo aprendiz e descobridor.

Quer saber mais sobre este e outros assuntos com o objetivo de fortalecer a educação integral, auxiliando no desenvolvimento de todos os níveis da atuação escolar? Conheça o programa Gestão e Formação Educacional do SESI-RS para professores e gestores escolares. Acesse aqui.

Autor: Alain Cassio Luis Beiersdorf, Especialista em Gestão pelo Conselho Britânico e certificado internacionalmente pelo Google Certified Educator. Atualmente, faz parte da equipe do programa Gestão e Formação Educacional do SESI RS

Terça-feira, 31 de Maio de 2022 - 16h16

Deixe um Comentário

3 + 1 =

Precisando de ajuda?

Por onde prefere falar conosco?

Whats

Chat