Você está aqui

Alunas da Escola Sesi de Montenegro se destacam em Olimpíada de Astronomia e Astronáutica

Depois das medalhas no Concurso Canguru de Matemática Brasil, alunas da Escola Sesi de Ensino Médio de Montenegro foram destaque na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica, realizada pela Associação Espacial Brasileira (AEB), Sociedade Astronômica Brasileira e AEB Escola, de forma virtual. Lindsey Vargas de Azevedo foi medalha de ouro e sua irmã Dominique Vargas de Azevedo (que já havia se destacado no concurso Canguru) ficou com a medalha de bronze. A Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica nasceu em 1998 com o intuito de popularizar a astronomia junto aos alunos. No ano passado, mais de 800 mil alunos de 9,5 mil escolas participaram do evento.

“Mesmo com o ano atípico, seguimos colhendo os resultados da metodologia Sesi de ensino”, destaca a gerente de Educação do Sesi, Sônia Bier. Com uma matriz curricular diferenciada, as escolas do Sesi têm carga horária superior em Ciências da Natureza e Matemática e busca promover o aprendizado não só pelo repertório de conteúdos, mas por meio da capacidade de relacioná-los à interpretação e à resolução de problemas da sociedade. A participação e o reconhecimento de projetos de alunos em mostras científicas e em concursos são uma realidade para as Escolas Sesi. “Esta semana, a Escola Sesi de Ensino Médio de Sapucaia do Sul teve mais cinco projetos premiados em mostras científicas”, explica.

Publicado quarta-feira, 16 de Dezembro de 2020 - 16h16