Você está aqui

Escola Sesi de Sapucaia do Sul tem projetos destacados na Mostratec 2021

Um spray cicatrizante, um dispositivo que calcula o tempo ideal de exposição solar, uma placa feita com resíduos plásticos e casca de mandioca, e uma capa terapêutica para próteses são os projetos premiados da Escola Sesi de Ensino Médio de Sapucaia do Sul na Mostra Internacional de Ciência e Tecnologia – Mostratec 2021 – que teve a participação de jovens de 14 países. O projeto Revitalizador Cutâneo: Desenvolvimento de spray ecológico com o um auxílio no tratamento de pacientes com queimaduras, das alunas Eduarda Alexia Vitoraci, Helen de Mello da Rosa e Tainara Duarte da Cruz, com orientação da professora Eduarda Felhberg e coorientação de João Leal Braccini ficou em primeiro lugar em Ciências da Saúde. As alunas receberam o financiamento para levar o projeto para a InfoMatrix, que será realizada em Santa Catarina.

Eduarda Alexia Vitoraci, Helen de Mello da Rosa e Tainara Duarte da Cruz ficaram em primeiro lugar em Ciências da Saúde

 

O Soleil, um dispositivo para o cálculo e registro do tempo ideal de exposição solar, dos alunos Laura Franco da Rosa, Laura Specht Taborda e Luiz Gabriel da Silva Dias, com orientação de João Leão Braccini  e coorientação da professora Rayza Echeverria de Oliveira, ficou em terceiro lugar em Ciências Exatas. Os alunos receberam o convite para publicar o projeto em uma Revista Científica. Os dois projetos que ficaram em quarto lugar na categoria Engenharia e Materiais tiveram orientação da professora Eduarda e coorientação da Rayza. São eles:  Capa Terapêutica para Próteses: Proporcionando um conforto funcional e emocional a pessoas com deficiência física, dos alunos Fernanda Feliciano Cosme, Giulia de Araujo da Silva e Maria Eduarda Pinto Machado; e o Mandplast- Elaboração de uma placa termoacústica utilizando casca de mandioca e resíduos plásticos para a construção civil, dos alunos Itor Dalva de Souza Bard, Gian Lopes Dias e Larissa Pamela Cardoso Soares. Esses últimos foram premiados com uma bolsa do CNPq de Iniciação Científica.

A participação e o reconhecimento de projetos em mostras científicas são uma realidade para os alunos das Escolas Sesi. Desde 2014, com início da primeira unidade, foram mais de 90 premiações em eventos científicos de abrangência nacional e internacional. “Nossa proposta educacional busca desenvolver competências voltadas à criatividade na solução de problemas e ao mundo do trabalho”, destaca a gerente de Educação do Sesi-RS, Sônia Bier.

Publicado quarta-feira, 3 de Novembro de 2021 - 16h16