AV. ASSIS BRASIL, 8787, SARANDI, PORTO ALEGRE-RS | CENTRAL DE ATENDIMENTO 0800 51 8555 

Você está aqui

Indústria

O governador eleito do Estado, Eduardo Leite, participou nesta terça-feira (6), da Reunião de Diretorias da Federação e do Centro das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS/CIERGS). Para os industriais, Leite afirmou ser favorável à redução da alíquota básica do ICMS, que foi reajustada e passou de 17% para 18% em 2016, e que pelo projeto aprovado na Assembleia Legislativa deve valer somente até o próximo mês. Porém, o governador ressaltou ser necessário “um tempo para organizar o Estado”.

O Comandante Militar do Sul, General do Exército Geraldo Antonio Miotto, esteve na tarde desta quinta-feira na sede da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS). Ele foi recebido pelo presidente da instituição, Gilberto Porcello Petry. “A indústria e a defesa trabalham juntas. No Rio Grande do Sul, temos várias indústrias fornecedoras de equipamentos militares. Temos uma parceria extraordinária e vamos incrementá-la em benefício do povo brasileiro e do bem comum da população”, declarou o general Miotto.

Neste sábado (19), acontece a 11ª edição do Dia da Construção Social, uma iniciativa da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), realizada pelo Sesi em conjunto com sindicatos das indústria da construção. No Rio Grande do Sul, o Sinduscon-RS, juntamente com o de Pelotas e Noroeste do Estado, serão parceiros com as atividades em Santa Rosa (Centro de Atividades do Sesi), Pelotas (Centro de Atividades do Sesi), Santa Cruz do Sul (Centro Esportivo do Sesi),  e em Capão da Canoa (ginásio municipal).

A semana começa com comemoração na Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS). A entidade, fundada em 1937, completa 80 anos nesta segunda-feira (14). São oito décadas fazendo parte da história do processo de industrialização gaúcho e de uma trajetória de transparência na missão de liderar e desenvolver o setor fabril.

A economia brasileira ainda sofre os efeitos da maior crise de sua história, cujo impacto mais forte se dá sobre os investimentos. Como consequência disso, a produção industrial do segmento de Bens de Capital diminuiu 32%, e o aumento nos custos de financiamento pode retardar ainda mais a retomada da atividade econômica.

O presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), Heitor José Müller, considera o atual período econômico o “pior da história do Brasil”, com dois anos consecutivos de profunda queda no PIB – Produto Interno Bruto (no ano passado, a economia encolheu 3,6%, e 3,8% em 2015). Apesar disso, vê alguma perspectiva para o futuro. “Trabalhamos em uma quase estabilidade.
O Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) publicou, nesta quinta-feira (15), o documento que altera prazos e exigências do Bloco K na Escrituração Fiscal Digital (EFD).  O Bloco K exige a prestação de informações sobre os insumos de tudo o que é produzido pelas empresas e passa a ser adotado em janeiro de 2017.
Mapa do Trabalho Industrial, elaborado pelo Senai, mostra profissões e áreas em alta nos próximos anos no Brasil
O Programa Brasil Mais Produtivo ainda tem vagas para indústrias que queiram aumentar sua produtividade em, no mínimo, 20%. A iniciativa, uma parceria do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Senai, Apex-Brasil, Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Sebrae e BNDES, com aplicação da ferramenta Lean Manufacturing (Manufatura Enxuta), se baseia na redução dos sete tipos de desperdícios (superprodução, tempo de espera, transporte, excesso de processamento, inventário, movimento e defeitos).
Após uma queda de 2,7% em julho, o Índice de Desempenho Industrial (IDI-RS) recuperou parte das perdas ao crescer 1,6% em agosto, descontados os efeitos sazonais, na comparação com o mês anterior. O resultado, divulgado nesta quarta-feira (5) pela Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), confirma a tendência de acomodação da atividade no Estado nos últimos meses.