Você está aqui

A pergunta dos alunos “mas para quê eu vou usar isto?” agora é respondida de forma clara no material didático da Educação de Jovens e Adultos do Sesi-RS, que está com matrículas abertas.  Todos os cinco capítulos dos  13 cadernos (um de cada disciplina)  das sete etapas (quatro do Ensino Fundamental e três do Ensino Médio) da EJA do Sesi-RS fazem relação  com setores industriais. “O conteúdo do primeiro capítulo de matemática do sexto ano do Ensino Fundamental é apresentado fazendo relação com a indústria metalúrgica, o segundo com a indústria calçadista, o terceiro com a indústria têxtil e assim sucessivamente”, explica a gerente de Educação do Sesi-RS, Sônia Bier.  “A intenção é mostrar que estudar tem um fundamento no mundo do trabalho”, destaca ela. A metodologia da EJA é pensada especialmente para o trabalhador da indústria e seus dependentes, visando seu crescimento profissional e como cidadão. “Quem está trabalhando na indústria da construção civil, por exemplo, tem toda a noção de como acontece em outros setores industriais, se precisar mudar de emprego”, comenta Sônia. “Assim ampliamos a cultura do entendimento do que é o trabalho na indústria”, ressalta.

À distância, a EJA do Sesi utiliza uma plataforma de educação, que permite ao aluno estudar de forma flexível onde, como e quando puder.  Para as empresas, a EJA do Sesi é a oportunidade de desenvolver seus colaboradores, elevar o nível de escolaridade e qualificar o seu quadro de pessoal. Alunos e ex-alunos que indicarem amigos para a EJA Sesi para este semestre poderão ganhar cursos profissionalizantes e técnicos (leia as regras).

O curso, totalmente gratuito para trabalhadores da indústria, está sendo completamente a distância conforme as regras de distanciamento social, com as aulas presenciais, que normalmente ocorrem uma vez por semana, sendo realizadas também de forma virtual. As matrículas podem ser feitas nos seguintes polos: Porto Alegre, Bento Gonçalves, Cachoeira do Sul, Caxias do Sul, Farroupilha, Guaporé, Pelotas, Novo Hamburgo, Erechim, Gravataí, Igrejinha, Lajeado, Nova Prata, Panambi, Parobé, Passo Fundo e Venâncio Aires. Os alunos devem ter mais de 18 anos.

Mais informações neste link ou pelo telefone 0800 51 855 e whatsapp 51 99226.3846.

Publicado segunda-feira, 24 de Agosto de 2020 - 15h15